Archive for the ‘Drama’ Category


É isso aí leitores, é muito provável que este seja o último post deste endereço do blog. Estamos mudando para outro servidor, que além de ser melhor de postar, tem designs mais bonitos, e portanto facilita pro nosso lado para trazer pra vocês os posts mais incríveis do universo. É isso, o novo endereço segue abaixo e por favor continuem a contemplar esse pedacinho da vida louca de pensamentos das exatas e das humanas.

Beijo, abraço e aperto de mão

Rômulo

Ae galera, todo mundo entrando e divulgando nosso novo link. Todos os posts já foram colocados na nova localização e já existem posts novos. Contamos com todos para garantir o sucesso de piadas ruins e conselhos desnecessários.

Rodrigo

Novo endereço: http://www.anguefritas.blogspot.com

Anúncios

Esta catogoria de transtorno inclui certos sintomas não classificáveis sob outras rubricas. Eles são caracterizados por atos que muitas vezes não parecem ter motivação racional clara, mas no geral o paciente alega que de alguma forma seus comportamentos bizarros possam vir a resultar em algum ganho acadêmico, muito embora na maioria dos casos pareça um esforço desesperado.

Critérios diagnósticos

A vítima desse tipo de transtorno deve apresentar pelo menos cinco dos comportamentos abaixo por, pelo menos, duas semanas seguidas:

-Olheiras múltiplas (geralmente duas em cada órbita ocular)

-Tendência a fazer refeições rápidas e de pouco valor nutricional

-Sensação de que o tempo nunca é o suficiente

-Sono insuficiente

-Estranhamente começa a comparecer a aulas que para ele eram de pouca importância

-Tendência a evitar situações sociais

-Uso excessivo de programas de computador como o Microsoft Word e Power Point

-Investimento excessivo de tempo e/ou dinheiri em livrarias, bibliotecas e/ou empresas de fotocópia

-Tendência a negligenciar relações íntimas e/ou familiares

-Irritabilidade

-Tendência a projetar culpa e/ou raiva em funcionários de instituições acadêmicas, principalmente professores e bolsistas

-Comportamento instável e sujeito a hipersensibilidade emocional

-Permanece estudando mesmo quando esse comportamento deixa de ser produtivo

-Tendência a ter uma visão pessimista do cotidiano, como se tudo estivesse dando errado ao mesmo tempo

-Tendência a manter sua residência em um estado de organização e/ou limpeza considerado insuportável

Esse transtorno geralmente acomete pessoas de hábitos acadêmicos; na maior parte dos casos os sintomas aparecem nos meses de junho e novembro, podendo ter variações (para maiores informações sobre esse desvio, checar o item “transtorno de comportamento nerd do tipo puxa-saco”).


Esse é um filme famoso com Kevin Spacey. Ele é um homem de meia idade que acorda para a vida depois de muito tempo, e com isso afeta não apenas sua vida, mas também a vida da sua família e seus vizinhos. No fim das contas acaba passando uma idéia de acorde a aproveite a vida, veja a beleza que está por ai.

No momento eu estou “estudando” para uma prova então farei a crítica resumida: muito foda. Adorei esse filme, a maneira como foi feito, as idéias passadas, uma ótima atuação do Kevin Spacey. Não é a toa que este filme é tão famoso e vencedor de 5 oscars.

Recomendo para todos que gostam de filmes. Já me disseram que esse filme é chato. Quem achar isso precisa tirar a cabeça da própria bunda e usar ela para pensar ao invés de apenas usá-la para mostrar o penteado (a cabeça não a bunda). Não é um filme eletrizante, mas é um filme fantástico.

Nota engenharia: 10


E continuando na série de jogos de DS, esse aí se chama Trauma Center – Under the Knife. Nele você encarna o Dr. Stiles, um cirurgião iniciante que fará sua carreira durante o jogo.

Claro, começamos o jogo com cirurgias simples, nas quais maiores conhecimentos de inglês são inclusive dispensáveis.

Além da simulação da cirurgia, caso você tenha um lado carniceiro, pode brincar de cortar o paciente, costurar o coração dele e etc. Falando assim parece bobeira, mas é muito divertido.

Apesar de os gráficos não serem lá grande coisa, é um ótimo passatempo para você fazer durante aulas de filosofia da psicologia viajens, missas intervalo escolar, entre outros.

O jogo tem um enredo bem batido, não inova muito nessa parte, mas a parte de interação com o jogador é muito foda  legal e é muito, muito empolgante, e uma vez que se começa a jogar, só quando a bateria acaba. hahahahahahahaha

Nota psicologia: 8,5

p.s. recado pra galera da nintendo: ta faltando jogo de psicologia pra DS ein, dou um mês pra vocês, se virem


Esta é uma série britânica que ainda está sendo produzida depois do sucesso das três primeiras temporadas. Inclusive começou-se a fazer uma versão estadunidense da série Being Human. Eu deixei isso claro por um motivo: ninguém vai acreditar se eu contar como é a história.

É uma série sobre amizade e sobre vencer dificuldades. A série tem algumas cenas bem engraçadas, algumas mais sérias e outras inesperadas. Os diálogos são inteligentes e eu sempre fiquei curioso para ver o que acontecia no final, com uma trama muito bem montada.

A história é a seguinte: um vampiro e seu amigo lobisomem mudam-se para uma casa onde há um fantasma assombrando, que pessoas normais não enxergam e eles como seres especiais conseguem ver. Os três vivem juntos na casa e seus objetivos é apenas um, que é ser normal.

Sim, eu sei que parece lunático estranho, mas é uma série muito boa e que eu gostei muito, e agora espero sair a próxima temporada. Eu já falei dessa série para algumas pessoas e sempre me olharam com uma cara de que eu tinha decidido largar a engenharia para fazer psicologia, ou se eu tivesse contado que eu gostava de andar na rua com a cueca na cabeça. Claro que a primeira opção é muito mais louca.

Esta é uma ótima série que eu indico para todos.

Nota engenharia: 9

Noivado

Posted: 11/04/2011 in Drama, Romântico, Terror

Eu faço este post em homenagem ao meu amigo Guedes que ficou oficialmente noivo. Ficar noivo é como ficar no corredor da morte, um tempo de espera e agonia para no fim perder a vida huahuahuauhahuahu. Eu não aconselho noivado a ninguém. Na verdade não, eu aconselho a algumas pessoas sim, para aqueles casais chatos que um coloca catchup no lanche do outro (sim, eu já tive a infelicidade de presenciar isso), para aqueles casais que quando um está dirigindo o outro fica segurando a mão mesmo que no volante (também presenciei isso, se bem que um casal desse um acidente de carro resolveria e não seria necessária medida drástica como casamento). Se a pessoa quiser casar, tudo bem por mim, cada um estraga a vida como quer, mas a agonia do noivado complicada. É um tubarão em um chapéu engraçado, ou um leão pintado de palhaço, aparentemente é feliz ou bom, mas na verdade vai te devorar. Um cara que ficou noivo é como um urso malabarista, alguns dão risada (os amigos solteiros) e outros tem pena (os amigos casados), mas mesmo assim o coitado acha que está certo.

Guedes, você ainda tem esperanças. Leia o “Bro Code” do Barney Stinson. Não jogue sua vida fora. E não deixe sua noiva ler esse post também hauhuauhahuauhuhahua.

Nota engenharia: -10 (era o Guedes que queria notas mais baixas no blog)

 

cara, esse post vai claramente contra o Artigo 4.

 

Nota psicologia: omito, pois qualquer coisa que eu disser aqui pode ser e será usada contra mim mais tarde

Moon (Lunar) – 2009

Posted: 09/04/2011 in Drama, Filme

Moon é um filme britânico (eu só descobri isso agora e faz tempo que assisti o filme huahuahuauhahua) que fala sobre um homem que trabalha para uma mineradora que opera na face escura da lua. Sua única companhia é um computador meio estilo o HAL de 2001 Uma Odisséia no Espaço, mas mais bonzinho e conta com a voz do Kevin Spacey. É um filme muito bom, porém um pouco perturbador. Sam começa a perceber coisas estranhas e começa a investigar e descobre algo sobre a mineradora e o que ela está fazendo.

Muitos vão dizer que o filme é maluco e que eu sou mais ainda por gostar, mas o filme é muito bom de verdade e já ganhou diversos prêmios.

Não tem nada de terror no filme, mas também não tem nada de agradável. É um ótimo filme para reflexão.

Nota engenharia: 8