Archive for the ‘Livros’ Category

Shogun

Posted: 13/04/2011 in Aventura, Awesome, Livros

Este livro, escrito por James Clavell, conta a história de Blackthorne, um navegador britânico que meio por acidente chega ao Japão na época pré era Tokugawa. Apenas os portugueses tinham conhecimento das rotas que levavam até o Japão e ele se torna o primeiro britânico a chegar lá. O livro conta sobre o europeu conhecendo aquela cultura completamente nova, e explica tudo pelos olhos ocidentais (diferente d Musashi que mostra a cultura mas com o olhar japonês).

Esse é um dos melhores livros que eu já li, a narração é fantástica, uma enorme atenção aos detalhes. O enredo é ótimo, criativo e muito bem feito, onde Blackthorne, que depois fica conhecido como Anjin (navegador em japonês, ou algo do gênero, porque os japoneses não conseguiam falar seu nome), participa e conhece de grandes eventos dessa época que mudou a história japonesa.

Para mim o único detalhe ruim é a maneira como termina o livro, eu achei que deixou a desejar a maneira como foi colocada, mas também eu não conhecia nada de história japonesa e para mim o fim foi um pouco surpreendente.

É legal ler este livro antes de ler Musashi porque um termina onde  outro começa, e eu gostei muito de ler nessa sequência (que eu fiz sem querer).

Nota engenharia: 9

Musashi

Posted: 10/04/2011 in Aventura, Awesome, Livros

O livro Musashi conta a história de um samurai, desde o começo da sua história quando recebe este nome até ser reconhecido como o maior samurai do Japão. O livro descreve-o desde jovem e sanguinário, ganhando experiência e sabedoria, andando pelo Japão conhecendo pessoas e desafiando mestres. Com o tempo ele ganha reconhecimento e monta uma academia com o seu estilo próprio de luta.

O livro também conta a história de seu amor, uma mulher de seu vilarejo natal, seu amigo de infância, que era noivo dela no começo da história, e também da mãe desse amigo que busca a pobre mulher por culpá-la pelo sumiço do filho. Outras personagens importantes são os pupilos do Musashi, que acabam tendo parte importante na história.

A história começa após a batalha que iniciou a era Tokugawa no Japão, conhecida como a era dos Shoguns. Este livro continua a sequência dos acontecimentos contados no livro Shogun (outro dia farei crítica deste também), e para quem lê os dois, acaba sendo muito interessante este aprendizado da história japonesa.

Esta história é muito famosa, inclusive servindo como inspiração para o mangá Vagabond (se eu não me engano hauuahhuahuahuahuhauhua nosso amigo psicólogo vai me corrigir se eu estiver errado).

Uma opinião minha, pelo enredo, o primeiro livro é fantástico, o segundo acaba ficando mais chato, mas ambos são muito bons.

Nota engenharia: 9

 

Totalmente certo, caro amigo engenheiro, mas a história do livro difere ligeiramente do mangá, não comentarei tais diferenças aqui pois corro o risco de dar spoiler.

Devo acrescentar ainda que essa não é a história de um samurai, é um pedaço da história do maior samurai que já existiu, além disso o livro conta com descrições belíssimas de batalhas, pessoas, eventos e lugares.

Apesar de ser grosso, a história é totalmete envolvente, o que torna a leitura muito confortável e fluida.

Simplesmente excelente

 

nota psicologia: 9,5


Essa é uma excelente série de livros de um autor australiano que já possui nove livros, dos quais sete já foram publicados no Brasil pela editora Fundamento, que apesar de ter começado meio capenga com vários alguns atrasos, segue a bom passo no presente momento.

Como é voltado para o público infanto-juvenil, a escrita é bem simples, mas a história é bem rica em detalhes, os personagens se desenvolvem muito bem ao longo dos livros e as aventuras se emendam bem umas nas outras. Frente a séries que vem ganhando sucesso estrondoso ultimamente, crepúsculo por exemplo, tem qualidade de trama e literatura muito superior.

A história se desenvolve ao redor de Will, uma criança órfã que vive no castelo de Araluen e sonha em um dia se tornar cavaleiro como o pai, mas seus tutores o julgam inapto para assumir a posição devido à sua baixa estatura e sua aparente falta de força física – baixinho e magrelo. Mas, o arqueiro halt reconhece seu talento e o recruta para ser seu aprendiz. A aventura toda começa aí, mas devo deixar como último comentário que as habilidades dos arqueiros deste livro vão muito além do que estamos acostumados a pensar.

Nota psicologia: 9


Esta é uma trilogia composta pelos livros O Arqueiro (Harlequinn), o Andarilho (Vagabond) e O Herege (Heretic). A trilogia acontece na França e Grã-Bretanha na era medieval, com descrições fascinantes, complexas e cheias de detalhes de batalhas, castelos e das regiões por onde passam as personagens. Não é uma dessas histórias comuns de busca do graal e etc, mas sim uma trama muito bem elaborada, com grandes batalhas e personagens realistas.

O grande feito deste grande autor é colocar a personagem principal em grandes batalhas REAIS! Antes de escrever um livro, Bernard Cornwell estuda sobre batalhas e sobre tudo que consegue referente ao tema, conseguindo assim perfeição nos detalhes em todos os sentidos, sejam nos métodos de batalha, técnicas medievais ou descrição das paisagens. Ele coloca a personagem inventada por ele participando de batalhas que realmente ocorreram, principalmente na França, tornando estes livros, além de um ótimo passatempo um aula de história.

Bernard Cornwell é um dos meus autores favoritos pela competência em fazer tudo que descrevi acima e aconselho a todos que gostem de ler e gostem de batalhas medievais a lerem esta trilogia.

Nota engenharia: 9